Total de visualizações de página

Total de visualizações de página

Total de visualizações de página

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Meu Pedacinho de Chão 1971/1972

Meu Pedacinho de Chão



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Meu Pedacinho de Chão
Informação geral
FormatoTelenovela
DuraçãoAprox. 50 minutos
Criador(es)Benedito Ruy Barbosa
Teixeira Filho
País de origem Brasil
Idioma originalPortuguês
Produção
ElencoMaurício do Valle
Renée de Vielmond
Patrícia Aires
Castro Gonzaga
e grande elenco
Transmissão original16 de Agosto de 1971- 6 de Maio de 1972
Nº de episódios185
Portal Séries de televisão · Portal Televisão
Projeto Televisão · Projeto Entretenimento
Meu Pedacinho de Chão foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo entre 16 de agosto de 1971 e 6 de maio de 1972, com 185 capítulos. Foi escrita por Benedito Ruy Barbosa, com a colaboração de Teixeira Filho e direção de Dionísio de Azevedo.

Índice

[esconder]

[editar] História

[editar] Sipnose

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
A Professora Juliana chega á cidadezinha para ensinar as crianças e se depara com um povo humilde, mas acuado com os desmandos do Coronel Epaminondas, um homem arrogante que resolve tudo no grito e nas armas, e que dita as regras na região. A professora é cortejada por Fernando, filho do coronel, um playboy mau caráter que voltou da capital onde torrou a grana que o pai lhe mandava para os estudos. Ao mesmo tempo, Juliana conhece o amor altruísta do peão Zelão, sempre disposto a proteger a professora do assédio de Fernando.
Em meio á guerra que se forma no vilarejo, as crianças Pituca, Serelepe e Tuim vivem suas aventuras num mundo á parte, longe das preocupações e interesses dos adultos. A menina Pituca é Liliane, filha mais nova do Coronel Epaminondas. E os meninos Serelepe - apelido de Pedro das Antas - e Tuim, são agregados na fazenda, e por isso o coronel não vê com bons olhos a amizade pura entre sua filha e os dois meninos.
Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção


Município de Itu, o cenário principal da trama.
A produção foi realizada pela TV Cultura da Fundação Padre Anchieta, gravadas em seus estúdios da Água Branca em São Paulo SP. Grande parte das externas da novela foi gravada em duas fazendas do município de Itu, em São Paulo.
A história era um drama rural e transmitia ensinamentos úteis aos trabalhadores e à população do campo. Os autores contavam com informações fornecidas pelas secretarias municipais de Agricultura e Saúde para escrever sobre vacinação, desidratação infantil, higiene e técnicas agrícolas. Com o desenvolvimento do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral), na época, a novela também abordou o problema do analfabetismo no campo, levando personagens adultos às salas de aula.

 Exibição

A telenovela inaugurou o horário das seis da Rede Globo, que permanece até hoje, no dia 16 de agosto de 1971.A trama durou até o dia 6 de maio de 1972, sendo substituída por Bicho do Mato, de Chico de Assis e Renato Corrêa e Castro, totalizando 185 capítulos.

 Elenco

AtorPersonagem
Maurício do ValleZelão
Renée de VielmondProfessora Juliana
Castro GonzagaCoronel Epaminondas
Percy AiresPadre Santo
Ayres PintoSerelepe
Patrícia AiresPituca
PelezinhoTuim
CanarinhoRodapé
Nelson CondeRenato
Carlos Castilho
Hemílcio FróesPrefeito
Leonor LambertiniJoana
Ênio de CarvalhoFernando
Maria Aparecida AlvesTié
Janete PiresGina
Cacilda Lanuza
Renato Consorte
Luís Carlos Arutim
Lourdinha Felix
Cláudio Cunha
Dionísio Azevedo
Flora Geni
Isaac Bardavid
Cleston TeixeiraSérgio
Xandó Batista
Jorge Cherques
Edmundo José NogueiraQuintino

 Trilha sonora

  1. "Tema de Abertura" (Cleston Teixeira) - Cleston Teixeira
  2. "Tema da Professorinha" (Carlos Castilho e Cleston Teixeira - Cleston Teixeira
  3. "Canto de Amor de Juliana" (Cleston Teixeira e Teixeira Filho) - Wilson Miranda
  4. "Tema do Zelão" (Cleston Teixeira e Teixeira Filho) - José Milton
Compacto duplo gravado e lançado pela RCA Victor, direção musical de Carlos Castilho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário